Visualizações

segunda-feira, 30 de maio de 2016

COLIBRI




Ah, colibri!
se não fosse a tua mania de sair por aí
beijando flor em flor
eu escreveria poesia só pra ti.
Com a voz doce e macia 
recitaria os mais lindos versos de amor.
Pintaria minha boca de vermelho carmim,
a cor que você mais aprecia.
E antes do sol se pôr,
te esperaria no jardim
disposta a te provar 
que é de mim que você gosta...

E se ainda assim
você quisesse voar
 pra longe de mim,
ficaria a certeza
de que a sua natureza
é ser livre.

Joana Tiemann

3 comentários:

  1. Saudade é a expressão forte e paralizante de um eu lá bem de dentro para todos os outros eus nos intermeios e nas periferias de cada um de nós.
    Estava com saudades de ti, de teus textos belíssimos, de teu refinamento poético, de tuas mãos perfeitas e de tuas palavras irretocáveis.
    Que poema tu escreveste! Que canção de amor a essa pequena avezinha irrequieta e fujona!
    Juro-te, pensei que o terminarias de uma forma diversa! perdoa-me uma ousadia tal como esta, pensar diferente de um dos melhores pensamentos poéticos que conheço!
    Enquanto te lia a primeira estrofe, palavras voaram à minha mente para a segunda. Li dois poemas em um! (sorriso).
    É belíssimo! É perfeito!
    Beijosssssssssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  2. Bom dia, Lucas! As palavras foram fiéis do início ao fim...(risos)
    Feliz com a tua presença, sempre tão amável e gentil.
    Obrigada!Beijão!

    ResponderExcluir
  3. Great article..I am looking so forward to your blogcomment and
    I love your page on your post.. That is so pretty..
    ทางเข้า......

    ResponderExcluir