Visualizações

segunda-feira, 12 de maio de 2014

Lua encantada

Era amarela
a lua que enfeitava aquela noite
Amarela de vários tons
e de uma beleza singular
Da janela
olhávamos para ela, atônitos!

Sinônimo de amar,
Enfeitiçou as estrelas e nosso olhar.

Agora,
todas as noites,
por esquecimento ou talvez cautela,
no meu céu,
amarela como aquela,
nunca mais.

(JOANA TIEMANN)

7 comentários:

  1. Vaga lua amarela que enfeitou uma noite e nunca mais. A lua tem não apenas seus mistérios, mas também seus caprichos... Tanto quanto nossos olhos escolhem muitas vezes não apenas as cores da lua, mas os amores que enfeitiçam nosso olhar. Muito, muito belo. Beijossssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por teu carinho, Lucas! Beijos!

      Excluir
  2. É a lua esta danada, sempre inspirado os mais belos escritos! =) Gostei do seu cantinho!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite :))) Seguindo teu blog!
      Beijos!

      Excluir
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  4. Olá Joana!

    É com uma baita cara-de-pau e na torcida se ser compreendido, que passo por aqui hoje para lhe convidar a conhecer o meu novo livro: Tempos Verbais! Assim como os demais, ele também está disponível gratuitamente em formato eletrônico:

    Desce Mais Uma! - Lançamento Tempos Verbais

    Muito obrigado,

    Rafael

    ResponderExcluir