Visualizações

domingo, 18 de maio de 2014

A linguagem das flores

Quando todos aprenderem a falar a língua das flores
O mundo terá um aroma diferente.
Reconheceremos uns aos outros pelo cheiro.
Não haverá jarros com margaridas
Nem sepulturas cobertas de crisântemos
Cada vida, uma gota num oceano de cores.

Teremos por costume

Nomes como Cravo e Flor de laranjeira.
Palavras ternas,
Simplesmente brotarão dos lábios.
As mãos terão o perfume do carinho
Os pés trilharão o caminho da paz
Braços serão fontes de calor.

E quem não mergulhar fundo nesse mundo
Nunca saberá que a nossa essência é o amor.


(JOANA TIEMANN)

16 comentários:

  1. Bom dia Joana.. vai ser diferente quando falarmos a linguagem da luz e esta certamente é falada por tudo que vive neste plano menos por nós que somos fechados em nós mesmos.. a hora não tarda.. tudo se ajeita nas andanças do tempo.. bjs e até sempre

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A hora não tarda... Por acreditar nisso, não desisto nunca!
      Beijão, Samuel!

      Excluir
  2. Poema magnifico Joana. Gostei da criativa proposta. Era bom se todos flores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Fábio! Nem todos são, mas sonho que isso possa um dia acontecer.
      Beijos!

      Excluir
  3. Lindamente poético...amei a ideia

    Abraços
    Sinval.

    ResponderExcluir
  4. Joana!!!

    Que coisa mais linda.
    De sua escrita nasceu amor, de sua inspiração nasceu a mais linda prova de amor pelo ser humano, o desejo de que todos sejam como as flores,que só trazem alegria,aroma bom,suavidade, encantamento. Poetisa querida, Parabéns.
    Abraços
    veraportella.

    ResponderExcluir
  5. Várias verdades aqui ditas, como a da essência ser o amor, e de precisarmos ser como as flores...

    beijinho amigo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ;) Obrigada pela visita, Daniel!

      Abraços!

      Excluir
  6. Essa essência tantas vezes esquecida...
    Lindo...mto lindo! =)

    ResponderExcluir
  7. Quando todos aprenderem a falar a língua das flores, em maciez, e cor, e perfume, e brilho, então, talvez compreendamos que o mundo é de fato um jardim onde chuva, sol, terra e ar são para todos, em porções generosamente iguais, e não precisamos mais que ocupar nosso espaço ao lado de outras vidas, com graça, beleza e a simplicidade dos que saber ser felizes ao compartilhar felicidade. Abraçossssss

    ResponderExcluir
  8. Ah! A linguagem das flores! Que maravilhoso seria um mundo assim. É preciso que o homem sonhe...sonhe e se empenhe num mundo melhor, Beijos,

    ResponderExcluir
  9. Obrigada, Maria!
    Em visita ao teu blog, fiquei encantada com teu poema:Ser Vertical.Porém não encontrei espaço para comentar, deixo aqui registrado: Simplesmente genial!
    Grande beijo!

    ResponderExcluir