Visualizações

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Uma canção para o futuro

Segure minha mão
Dedilhe a canção que me faça sentir
Que o caminho é irreversível
e que sonhos são para o futuro
E eu te juro
Nessa loucura acreditar

(JOANA TIEMANN)

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Amanhã tudo muda

Eu brindo o entardecer
Mais um dia que eu vivi
Meu paraíso também pode ser o meu inferno
E nem é mais inverno, então porquê esse frio?
Eu ouço as buzinas da solidão e ela não para
A noite é tão clara
Que não consigo dormir
Navego no azul escuro do mar
Quem sabe ele possa me orientar
O tempo vira a página
e me mostra o que eu ainda não sei
Hoje é um dia, amanhã tudo muda
Ter esperança e fé me ajuda
E um novo amanhecer me espera de braços abertos

(JOANA TIEMANN)

sábado, 19 de novembro de 2011

Sublime

Na tentativa de escrever nossa história
Você me procura...Me ronda, me sonda
Teu olhar procura meu olhar
Seus lábios insinuam
E toda palavra cala
O teu silêncio me fala
E me ensina a sonhar
Você pega minha mão e meu coração agradece
E se engrandece
                        E começa a voar

(JOANA TIEMANN)

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Almas gêmeas

Naquele momento teus olhos me mostraram tudo o que eu já sabia

Há muito tempo eu ouvia você me chamar
Andava sem rumo, sem rima, sem verso
E no reencontro das almas teus olhos me mostraram o universo
Segredos compartilhados na retina
De um amor que percorre o tempo, o espaço
Criado por uma centelha divina
Almas gêmeas se procuram, uma não deixa a outra só
Há de se compreender
Que um amor assim não termina (não vira pó)

(JOANA TIEMANN)

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Enlaço


Vem cá,
Me dê um abraço
Me prenda forte em teus braços
Sinta a magia desse enlaço
Só pare quando entre nós não houver mais nenhum espaço

(JOANA TIEMANN)

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Menina flor


Menina linda
Linda na cor
Tem cheiro do campo
Menina flor
Sentimentos que exalam
Vermelho-amor
Meiguice no olhar é paz
Do azul branco se faz
Se os olhos são reflexos da alma
Os matizes são variados
Teu olhar acalma
De todas as misturas que eu fiz
Há aquela que nenhum pintor consegue decifrar
Que só as mãos de uma mãe sabem pintar
É sentimento que transborda
O conjunto que faz a obra
Onde nada falta, tudo sobra
Em cores radiantes, a aquarela se finda
Amor, paz, companheirismo, fidelidade
e alegrias infindas.



Joana Tiemann

Para minha filha Karolina, que nessa data completa 17 anos.

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Além das estrelas

Enquanto vida eu tiver
Hei de ter sorte
Caminharei na direção do sol, da lua, do vento
Até a hora que ela chegar, a morte.
Que minha alma esteja protegida pela natureza
Liberta pelos meus pensamentos
E que nesse momento
Não haja nada a ser dito
Nada a ser sentido
Que o meu silêncio ainda assim seja ouvido
Além das estrelas
Longe de mim
Vida e morte

Recomeço ou Fim?

(JOANA TIEMANN)